Perguntas Frequentes

DÚVIDAS FREQUENTES

O que é Nutrição Enteral?

Quando a alimentação pela boca é insuficiente ou impossível de ser realizada, suas necessidades nutricionais podem ser satisfeitas através da nutrição enteral. A nutrição enteral é uma alternativa para a ingestão de alimentos e pode ser feita através de uma sonda posicionada ou implantada no estômago, no duodeno ou no jejuno. Os alimentos estão na forma líquida ou em pó e contém o mesmo valor nutricional (proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas e minerais) que uma alimentação normal e equilibrada.

Se o paciente, após receber alta hospitalar, apresentar perda de peso constante, inapetência, saiba que é muito importante avisar um profissional da área para realizar uma avaliação personalizada, para que o quadro seja controlado e o paciente se sinta bem, forte, motivado e nutrido. A terapia nutricional enteral é um método simples, que deve ser realizado e orientado por profissionais capacitados, onde ajudará a manter o seu estado nutricional adequado, com uma melhor qualidade de vida. (fonte de apoio: http://www.nestle-nutricaodomiciliar.com.br)

Qual a diferença da Nutrição Enteral e Parenteral?

Ambas possuem o mesmo objetivo, que é garantir e assegurar o estado nutricional do paciente, mas a diferença entre elas está no tipo do acesso, sendo que a via enteral é através de sonda implantada no estômago, duodeno ou jejuno e a via parenteral é através de acesso venoso (veia). Normalmente a via parenteral é administrada apenas em hospitais.

Dieta enteral artesanal (caseira) ou industrializada?

Temos algumas opções de dieta: em pó para constituição, líquida industrializada pronta para o uso e a caseira.

A dieta em pó, é prática, fácil uso, mas requer tempo para diluição e agilidade para evitar formação de grumos, correndo o risco de entupimento da sonda.

A dieta líquida industrializada, são práticas, líquidas e prontas para o uso. Oferecem maior segurança quanto evitar riscos de contaminação durante manipulação e maior garantia do valor nutricional oferecido.

A dieta artesanal (caseira), é preparada através de alimentos in-natura, como carnes, óleo, leite, margarina, hortaliças, sendo estes triturados e peneirados inúmeras vezes, evitando manter partes sólidas dos alimentos para oferecer ao paciente sem preocupação. O local onde será preparado deve estar muito limpo e os alimentos bem higienizados. Durante o processo de preparação desta dieta (cocção, liquidificar...) há uma perda de nutrientes, não garantindo 100% a oferta nutricional à ele.

A dieta enteral precisa ficar em geladeira?

As dietas enterais industrializadas devem ser armazenadas em local fresco e seco, longe da luz do sol e longe de produtos de limpeza.

Após aberta devem ser deixadas em geladeira e desprezadas após 24h.

Posso aquecer/esquentar a dieta?

A dieta não deve ser aquecida. O correto é que a dieta seja administrada em temperatura ambiente, devendo ser retirada da geladeira cerca de 30 a 40 minutos antes da administração.

Qual a validade da dieta?

Com a dieta fechada a validade da dieta deve ser respeitada conforme descrita na embalagem. Após aberta, a validade é de 24 horas desde que seja armazenada em geladeira.

Posso acrescentar água na dieta?

Não é necessário esse procedimento. A dieta líquida já vem do laboratório pronta para ser administrada ao paciente. Somente a dieta em pó deve ser diluída em água.

Posso reaproveitar frascos e equipos?

Em domicílio pode-se utilizar 1 frasco e 1 equipo a cada 24 horas.

Recomendamos que para essa reutilização seja realizada a higienização com hipoclorito de sódio para uma higienização mais eficaz.

Qual a quantidade de dieta deve ser administrada por dia?

A quantidade de dieta a ser administrada é individualizada. Para isso é necessária uma avaliação nutricional para que seja determinada a necessidade nutricional de cada paciente e dessa forma o volume diário da dieta a ser administrado.

Somente dieta enteral é suficiente para o paciente? Ele não sentirá fome?

A dieta industrializada é completa e equilibrada nutricionalmente, sendo assim suficiente para a nutrição do paciente. Sendo administrada respeitando a necessidade nutricional individual de cada paciente, ela vai nutrir ele de forma correta e o paciente não sentirá fome.

Qual o volume e tempo de administração da dieta por horário?

O volume da dieta depende da recomendação da nutricionista que realizou a indicação. O tempo de administração vai depender do volume. O recomendado é que a dieta seja administrada com gotejamento de 1 gota por segundo = 60 gotas por minuto.

Como oferecer água para hidratar o paciente?

Após a administração de cada dieta, o ideal é administrar água para hidratação. O volume a ser administrado depende de paciente para paciente, variando entre 50 a 250ml.

Como lavar a sonda após administração de dieta e medicamentos?

Após a administração da dieta ou de medicamentos, recomendamos que a sonda seja lavada com água para retirar resíduos. Geralmente, são utilizados 40ml de água que deve ser injetada na sonda através de uma seringa.

Quais cuidados devo tomar na administração da dieta?

Primeiramente, sempre verifique o prazo de validade da dieta.
Os utensílios para a administração da dieta devem ser de uso exclusivo para essa finalidade.
Sempre lavar bem as mãos com água e sabão antes de iniciar o preparo.
Nunca servir dieta gelada ao paciente e nem aquecer a mesma. Oferecer em temperatura ambiente.
A dieta deve ser oferecida lentamente para evitar qualquer desconforto. Seguir a orientação em relação ao volume e gotejamento.
Os horários para administração da dieta geralmente seguem o de refeições normais: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia. Podemos citar com exemplo os seguintes horários: 6h – 9h – 12h – 15h -18h e 21h. Esses horários podem ser adaptados de acordo com a rotina familiar.
O paciente deve estar sentado ou com a cabeceira da cama elevada a 45º durante a administração da dieta. Após o término da dieta, manter o paciente nessa posição por pelo menos 30 minutos.
Sempre lavar a sonda após a administração de dieta ou medicamento.

Qual a diferença entre dieta Sistema Aberto e Sistema Fechado?

A nutrição enteral Sistema Aberto é aquela onde é necessária a manipulação da dieta antes da sua administração ao paciente, sendo colocada em frascos descartáveis no volume individual por horário.
A nutrição enteral Sistema Fechado geralmente é mais utilizada em ambiente hospitalar, sendo a embalagem dela estéril, hermeticamente fechada e com uma conexão específica para a administração em bomba de infusão, não havendo nenhuma manipulação com a dieta.
O paciente pode tomar qualquer dieta?
Não. A melhor fórmula para o paciente é definida através de uma avaliação nutricional e de exames laboratoriais.
Exemplos:
* Se o paciente tem algum problema renal, a dieta indicada deve ser uma com teor baixo de proteínas.
* Se o paciente tem uma necessidade de proteínas elevada, deve ser indicada uma dieta rica em proteínas.
* Se o paciente tem uma disfunção intestinal, a dieta deve conter fibras específicas para regularização.
Por isso, a indicação da dieta é individualizada.

Nutrii Liffe Comercio de Dietas Nutricionais LTDA • CNPJ: 01797454/0003-60 • IE: 626.876.292.113
© 2017 Todos os direitos reservados.